Paraná: Conhecendo Curitiba, Ilha do Mel e Foz do Iguaçu

Paraná: Conhecendo Curitiba, Ilha do Mel e Foz do Iguaçu

19 de outubro de 2018 1 Por Isa

Curitiba, Ilha do Mel e Foz do Iguaçu. Essas três belezinhas estão no Estado do Paraná e nesse post você encontra todas as informações para fazer sua trip!

Locomoção entre as cidades

Esses destinos são parte de uma trip mais extensa, onde eu visitei 7 destinos em uma semana. Para facilitar, estou agrupando aqui os destinos no Estado do Paraná, que ai você pode montar seu roteiro também. Nossa viagem foi em Janeiro de 2017, alguns valores podem ter mudado então fique de olho.

Saímos do Rio em direção à Curitiba de avião, conseguimos um vôo promocional e isso deixou nossa viagem bem mais barata. Para nos locomovermos entre as cidades usamos caronas do BlaBlaCar (veja mais aqui) e ônibus.

Para facilitar, dá uma olhada em como fizemos para nos locomover entre as cidades:

Rio e Curitiba

Chegamos bem cedo em Curitiba, eram 8h da manhã. Os pontos turísticos da cidade pareciam ser bem afastados uns dos outros. 
Fomos de avião pela Avianca, desembarcamos no aeroporto e pegamos o “tubo” (como é conhecido o transporte de lá) em direção ao Bosque Alemão. 
O transporte é bem integrado, e isso permite uma facilidade em se locomover.

Ilha do Mel e Curitiba

Para ir à Ilha do Mel ficamos na cidade do Pontal do Paraná. Normalmente as pessoas ficam hospedadas em Paranaguá, porém o trapiche de lá para a Ilha do mel é mais caro e mais demorado. Guarda essa dica 🙂
Em Pontal tem uma rodoviária que faz o trajeto para Curitiba, é uma mini-rodoviária e tem poucos horários. A empresa de ônibus que fomos foi a Graciosa

Curitiba e Foz do Iguaçu

Para ir à Foz e voltar para Curitiba fizemos viagem com a mesma empresa: Catarinense. O nosso plano inicial era fazer esse trajeto de carona, mas os nossos caroneiros nos deixaram na mão. Essa foi a parte que mais gastamos, pois a carona seria 80 por pessoa e no fim pagamos os olhos da cara na empresa.

A rodoviária de Curitiba é de fácil acesso e bem grande também, foi bem tranquilo.

Em Foz a rodoviária é um pouco menor, porém ofereceu tudo oque precisávamos. Tem um guarda-volume com um preço camarada e chuveiro para tomar um banho digno antes de fazer 12h de viagem 😮

É uma viagem bem extensa, então esteja confortável. Não esqueça dos livros e de alguns travesseirinhos para dormir melhor 🙂

Hospedagem

Nesta viagem tivemos a nossa primeira experiência com Airbnb, e confesso que estávamos com um pouquinho de receio haha
Mas foi tudo muito incrível, conhecemos a cidade sob um ângulo diferente e nosso anfitriões eram maravilhosos. A hospedagem com Airbnb fez dessa trip uma viagem bem mais barata também, isso foi ótimo.
Se você nunca ouviu falar de Airbnb, ou já ouviu e tem curiosidade de experimentar lê esse post aqui. Deixei tudo detalhado em 8 dicas para você experimentar e ainda tem um desconto pra você usar! Aproveita!

Alimentação

Como de costume fizemos nossas refeições em casa, e levamos lanches para os passeios. E isso foi uma economia e tanto!
Detalhe que no primeiro dia, nós almoçamos na rua e uma surpresa: A comida em Curitiba é muito barata!
Comemos em um self-service de comida mineira maravilhoso. Foram 18 reais sem limite para repetir + sobremesa + suco!
Como estivemos hospedados em Airbnb, ficou tudo mais fácil. Usamos a cozinha e fizemos nossas refeições, tudo bem rápido e prático para ganhar tempo!

Passeios em Curitiba

Chegamos bem cedinho em Curitiba e fomos conhecer alguns pontos da cidade. Nosso tempo lá estava contado pois no fim do dia iríamos para Joinville! E Joinville está detalhadinho nesse post aqui 😉

Como ficamos pouco tempo em Curitiba, passamos por pouco lugares mas tentamos explorar ao máximo.

Bosque Alemão

A entrada no bosque é gratuita e lá dentro você tem muitas atividades bacanas para fazer. Uma delas é ir ao mirante para ter uma vista deslumbrante da cidade.
Lá dentro você tem: um caminho que vai contando a história de João e Maria pelo percurso, uma casa de contação de histórias e a réplica de uma antiga igreja presbiteriana. Além é claro da paisagem, tem muito verde e muitas trilhas para você conhecer. Vá com roupas confortáveis para conhecer!

Museu Oscar Niemeyer

Fomos para o museu na expectativa da entrada ser gratuita, chegando lá descobrimos que a entrada era paga algo em torno de R$16,00 e achamos bem caro. Como o valor se multiplicaria por 2 optamos por não entrar no museu e ficamos na área externa conhecendo.

É um belo cartão-postal da cidade, tem uma linda estrutura e e muito bem cuidado. Ficamos super na curiosidade de entrar mas deixamos para próxima. Para saber mais sobre o museu o site oficial é esse aqui

Pórtico Alemão

Curitiba: Pórtico Alemão

O Pórtico fica na saída do Bosque Alemão. Nada mais é do que uma fachada que representa a arquitetura alemã. Reconstitui o frontão da Casa Milla do século XIX.
Tem um belo jardim muito bem cuidado na frente, pertence ao Bosque alemão.

Jardim Botânico de Curitiba

Curitiba: Jardim Botânico de Curitiba

Esse é o maior símbolo da cidade de Curitiba, o Jardim Botânico sem dúvidas atrai os turistas para conhecer essa linda construção.
A estufa é inspirada no Palácio de Cristal de Londres, além da estufa que abriga diversas espécies de plantas você também pode apreciar o espaço externo com um lindo e extenso jardim, são 278 mil metros quadrados no total é muita coisa para andar.
Tem muito verde, tudo gramadinho. Fizemos essa visita logo depois de almoçar, então aproveitamos o gramado e sombra das árvores para tirar um cochilinho.
Lá tem banheiro e tem uma central de informações para você turista tirar suas dúvidas. Tudo de graça 😉

Passeios na Ilha do Mel (Lado Encantadas)

Fomos bem cedinho para a Ilha, ficamos lá até o fim da tarde e tentamos aproveitar ao máximo.
A Ilha tem dois lados: Encantadas ou Brasília. Nos sites que tínhamos pesquisado o lado Brasília era mais caro e as coisas menos acessíveis. Então fomos rumo ao lado encantadas, cheio de expectativas (e marmitas :P) para conhecer um pouquinho da Ilha do Mel.

Gruta das Encantadas

Essa é uma parte agitada da Ilha, além da beleza da caverna também há uma lenda em torno dela. 
O nome de Gruta das Encantadas, vem de uma antiga lenda: diziam que lá haviam lindas sereias inseridas pela força das ondas e quando saíram, estavam possuídas cantando suaves cantigas, encantando os viajantes. Para saber mais dessa lenda, eu encontrei um site que dá vários detalhes só não garanto ser oficial hahah
Fique atento à maré, você só consegue entrar na gruta assim sequinho até umas 13h

Praia de Fora das Encantadas

Essa é a praia que fica de frente para a gruta. Como a gruta é uma grande atração da ilha a praia está sempre movimentada e com bastante gente.
Para chegar na praia você vai seguindo a trilha da ilha, lá dentro não tem “ruas” propriamente ditas é tudo trilha 🙂

Praia do Miguel

O acesso à essa praia também é por trilha, só que nesse caso tinha uma mata mais alta. Achamos mais distantes e deu um medinho no decorrer do caminho haha
Acho que por essas questões de acesso ela estava mais vazia, quando chegamos por lá tinham pouquissímas pessoas. O mar é sossegado com umas ondinhas leves, e lá fica bem longe de tudo então não esqueça de levar água e lanche!

Passeios em Foz do Iguaçu

Para esta cidade programamos outros passeios… Mas devido aos atrasos demos prioridade em fazer o passeio principal: Ver as Cataratas de Foz <3
É um passeio para um dia inteiro, então valeu a pena!

Parque Nacional das Cataratas do Iguaçu

Foz do Iguaçu: Parque Nacional das Cataratas do Iguaçu

Esse é um lugar especial pra gente.. Ele me lembra o meu chá de panela! 
No game de perguntas e respostas Ayrton havia dito que o lugar que ele mais queria conhecer no mundo era Foz do Iguaçu. Tudo bem que ele nunca tinha me falado sobre isso antes (hahahah) mas 8 meses depois estávamos em Foz, diante de uma das maravilhas naturais do mundo!

O ingresso no ano passado nos custou agora está custando R$36,00 a inteira veja no site oficial.
O ingresso inclui sua ida e volta de ônibus da entrada do parque. Lá dentro você faz tudo à pé, vá preferencialmente de tênis para facilitar a caminhada.

Fomos em um sábado e pegamos o parque bem cheio, tem muitos turistas de todos os lugares de mundo. Lá também tem muito Quati (que é um animal selvagem da região), é importante lembrar: Não alimente os quatis! Você pode achá-los fofos, mas eles são bem brabinhos vi eles avançarem no braço da menina para tomarem o pacote de biscoito. Tenha sempre cautela, pois lembre-se você que está entrando no espaço deles.

É tudo realmente lindo, as quedas d’água são grandiosas a natureza realmente é muito perfeita. Uma dica importante é: LEVE UMA CAPA DE CHUVA. A queda d’àgua é bem forte e ao andar na passarela em direção ao fim das cataratas você vai sair bem molhado! Veja o vídeo aqui e se imagine lá 🙂
Lá vende capa de chuva, mas são os olhos da cara assim como tudo que é vendido lá dentro.

Eles oferecem outros passeios mais “radicais” como ir de barco na proximidade da queda d’água, mas é tudo bem mais caro! $$

Gastos totais

O que a princípio seria apenas uma viagem para Curitiba, tornou-se um mini-mochilão pelo sul do país. 
Acabou que estendemos nosso passeio para outras cidades e tornou-se uma das melhores viagens da nossa vida!

Neste post vou calcular somente os gastos entre cidades do estado do Paraná para facilitar.
De hospedagem gastamos R$245,00. Incluindo nossos gastos totais para conhecer as três cidades, gastamos 1.400,00 nessas três cidades. Esse valor é com tudo incluso, então além de hospedagem tem os gastos de alimentação, transporte, passeios e etc.
Se você quiser os gastos detalhadinhos, é só me pedir por aqui que eu envio. Peça por Planilha Paraná e coloque seu email que eu enviarei! 😉

 

Está planejando sua viagem para Foz do Iguaçu, Ilha do Mel ou Curitiba

Já reservou a sua hospedagem? Com esse link você ganha R$50,00 de desconto reservando pela Booking.

E com esse link você ganha R$179,00 de desconto pelo Airbnb, caso não seja cadastrado ainda.

Se for de ônibus, experimente a Buser com esse link e pague até 60% a menos que na rodoviária

Para maiores dúvidas sobre comente aqui, ou entre em contato 🙂

Nos acompanhe nas redes sociais e veja o dia a dia das viagens! Não perca nenhuma novidade 🙂

Vamos falar mais de viagem?